Meu recado

I

Troquei o sítio no interior
Por uma casa aqui na cidade
Pensando em trocar o meu suór
Pela paz e tranquilidade
Só que aí me veio o temor
Que não era a finalidade
Hoje eu tenho só medo e pavor
Antes eu tinha só felicidade.

II

No interior era só liberdade
Na cidade parece prisão
Só vejo casas com muros e grades
Lá só o terreiro e a plantação
Aqui só carros em velocidade
Lá a charrete era a condução
Eu sou apenas mais um na cidade
Lá fui por certo um feliz do sertão.

III

Lá no interior eu era o patrão
Aqui eu sou um assalariado
Eu que pensava em ter uma porção
Porém dependo do pouco ordenado
Meus belos sonhos e a minha intensão
Já é um caso que eu tenho pensado
Hoje só vivo de imaginação
Pois meu presente ficou no passado.

IV

Agora quero passar um recado
Para quem quer fazer como eu
Nunca troque seu sítio adorado
Pois quem trocou logo se arrependeu
Eu sou apenas mais um coitado
Que trocou tudo o que Deus me deu
Na cidade eu sou um derrotado
Porque perdi tudo o que era meu.