Sofro Tanto

Dedilhando o Violão

As Letras ” A B e C”, correspondem às Cordas ” MI SI e SOL” e as suas
respectivas Casas, ao longo do braço do Violão.

A > 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0.1.2.3.4.5.6.7.8.9. 0: 1: 2: 3:

B > 0- 1- 2- 3- 4- 5- 6- 7- 8- 9- 0= 1= 2= 3=4 = 5= 6= 7= 8= 9= 0& 1& 2& 3&

C > 0, 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 0; 1; 2; 3; 4; 5; 6; 7; 8; 9; 0§ 1§ 2§ 3§
Sofro Tanto  (LÁ -)
————
I

Sofro tanto/ por amar.   MI+/ LÁ-
3  1    1   0/     3  1  0
Quem um dia/ me deixou   MI+/ LÁ-
3          1  1 0 /    3  1  0
Foi embora    SOL+
1  0  3 3
Nâo sei pra onde   DÓ+
1   1   0  3  3
Por isso agora,    M+
0   1   0 4 0
Aqui estou.   LÀ-
0 0 3- 1-
Sempre chorando/ amargurado   RÈ-/ LÁ-
5  7       5  1  3- /      5  7  5 0 1-
Pois sem você,/ tudo acabou.   M+/ LÀ-
0    1  4-  0 /      3- 0- 1- 2,

Refrãoa:

(Eu agora estou/ triste    LÁ-/MI+
0   0 1 0    4-0   /   2. 2.
(Tudo enfim,/ morreu   M+/ LÀ-
0. 8    7     /      5  8
(Quem eu amo foi/ embora   LÁ-/ M+
0    0    1  0  0 /    4- 0 7 7
(Nem me disse / adeus.   M+/LÁ-
7   5        4   /   4  5

II

Noites frias / sem Luar.

Não tem graça / o amanhecer.

É tudo triste

Por onde passo

Pois nâo existe

Nem pode haver.

Amor tão grande / como de outrora

Que eu nunca mais / pude esquecer.

Refrão:

Sofro tanto

I

Sofro tanto
Por amar
Quem um dia
Me deixou
Foi embora
Não sei pra onde
Por isso agora
Aqui estou.
Sempre chorando
Amargurado
pois para mim
tudo acabou.

(Estribilho)

Tudo agora é tão triste
Para mim. Morreu,
quem eu amo; foi-se embora
E nem me disse adeus.

II

Noites frias
Sem luar
Não tem graça
O amanhecer
É tudo triste
Por onde passo
Pois não existe
Nem pode haver
Amor tão grande
Como de outróra
Que eu nunca mais
Pude esquecer.

(Estribilho).