Seresteiro

I

Seresteiro, que passa noites se dormir
Junto a janela, canta para alguém ouvir
Lindas canções, com sua voz embevecida
Pra despertar, a sua bela adormecida.

II

Seresteiro, Que ama a noite e o luar
Com seu violão, passa horas a tocar
As melodias, em tom menor bem copassado
Pra despertar, um coração apaixonado.

III

Seresteiro, o senhor das madrugadas
Companheiro, do luar e das neblinas
Altas horas pela rua enluarada
Ele canta nas janelas, nas esquinas
Sempre e sempre ele faz suas jornadas
Cantando e tocando violão
Seresteiro, das madrugada
Fez do luar uma canção.