Preces amorosas

I

Acendi velas
Para as almas e prôs anjos
Para ver se dão um arranjo
Nesta minha solidão.
E fiz pedido
Pra São Paulo e São Pedro
De manhã levanto cedo
Pra rezar pra São João.
Já fiz apêlos
À dezenas de orações
Acompanhei prossissões
E na capela fui rezar.
Pra Santo Antônio
Que me desse um casamento
Me joguei no mar adentro
Pra pedir pra Yemanjá.

(Estribilho)

É, eu sei que é
O casamento  não é mesmo
Pra quem quer.
É, eu sei que é
Com tantas preces,
Continuo sem mulher.

II

No desespero
Procurei um pai de santo
Pra me tirar o quebranto
E completar um sonho meu.
Me apeguei
À oração do Zé Pilintra
Ele era boa pinta
Mas também não resolvel.
Já fiz de tudo
Em mais nada eu acredito
A não ser São Benedito
O meu santo  protetor.
Já estou sentindo
Que vou ficar pra titio
Até me chamam de pé frio
E caminhão sem radiador.

(Estribilho.